O que é o RH 4.0 e quais os seus principais desafios?

Você já ouviu falar em RH 4.0? Nessa nova fase da gestão de pessoas, os profissionais terão que enfrentar mudanças de paradigma causadas pela transformação digital. As tarefas operacionais serão automatizadas e darão lugar a uma atuação mais estratégica, alinhada com os interesses das empresas.

O conceito é um desdobramento da Quarta Revolução Industrial, proposta pelo autor Klaus Schwab. A sociedade vem passando novamente por mudanças drásticas, desta vez causadas pelo rápido avanço tecnológico. Criações como a computação em nuvem, Internet das Coisas e robôs vão alterar completamente a forma como as pessoas interagem com o mundo.

O RH 4.0 vai muito além dos métodos e ferramentas. Será preciso lidar com o trabalho de uma forma completamente diferente, quebrando uma série de crenças e preconceitos.

Pensando nisso, explicamos neste post os principais desafios e tendências desse novo cenário da gestão de pessoas. Quer saber mais? Confira a seguir!

Os principais desafios do RH 4.0

Inspirar e desenvolver talentos

Durante anos, o recrutamento e seleção foi algo mecânico: vagas em aberto surgiam, o RH buscava profissionais com as competências necessárias e selecionava os melhores por meio de testes e entrevistas. No entanto, a entrada de uma geração de jovens multiconectados no mercado está fazendo com que esse processo mude.

A busca por propósito e significado no trabalho está em alta. É preciso entender quem são essas pessoas, conhecer seus perfis e necessidades. São elas quem irão escolher as empresas, e não o contrário.

As atividades desempenhadas no dia a dia também estão mudando. Cada vez mais, a automação de tarefas mecânicas faz com que os profissionais se dediquem totalmente a funções mais estratégicas, além de reduzir a carga horária dos colaboradores. As organizações devem se preparar para receber novas posições em suas equipes e criar uma cultura que ainda não conhecemos.

Focar no digital

No RH 4.0, a gestão e os processos organizacionais serão totalmente virtuais. Isso gera diversos impactos positivos no ambiente de trabalho, como mais sustentabilidade e menos burocracia.

Máquinas farão os cálculos das folhas de pagamento, sem papelada. O registro dos profissionais estará em arquivos em nuvem. Rescisões serão resolvidas com uma flag no e-mail, e as homologações serão 100% digitais, sem necessidade de deslocamento.

Outra vantagem é a possibilidade de montar equipes multialocadas, com todos os membros trabalhando em home office. Com isso, os gastos com estações físicas de trabalho serão reduzidos, e o tempo dos profissionais será melhor aproveitado.

Liderar no RH 4.0

Com tantas mudanças, é natural que os líderes também tenham que se adaptar. Mais do que nunca, promover uma cultura colaborativa trará muito mais resultados que insistir em controle e hierarquia. Os gestores devem aprender a lidar com a nova geração de trabalhadores, que têm perfil muito mais tecnológico do que qualquer outra.

Além disso, conceitos como equipes virtuais, robôs e ciberespaço já são realidade. Saber gerir pessoas e, ao mesmo tempo, administrar esses novos recursos digitais, será um dos maiores desafios do novo líder no mercado de trabalho.

A importância de buscar orientação adequada

Adaptar-se ao RH 4.0 pode não ser uma tarefa fácil. Afinal, muitos processos e hábitos tradicionais estão sendo profundamente alterados nessa revolução. Por isso, é importante buscar o apoio de uma consultoria que esteja alinhada com as práticas modernas durante essa transição.

Com a orientação adequada, será possível implementar algumas ações básicas para conseguir crescer no novo cenário. Entre elas, estão: redesenhar a forma de avaliar profissionais, facilitar a interação das pessoas com novas tecnologias e preparar os colaboradores para lidar com a diversidade. Quanto antes a sua empresa buscar esse conhecimento, melhor será para o negócio.

Agora que você já sabe tudo sobre o RH 4.0, que tal colocar o que aprendeu em prática? Use essas dicas para encontrar formas de inspirar seus talentos, implementar novas tecnologias e formar líderes adequados à nova realidade. Sua empresa só tem a crescer com essas atitudes!

Se você gostou do artigo, não se esqueça de assinar a nossa newsletter. Assim, você receberá no seu e-mail todas as novidades do mercado de gestão de pessoas!

conteúdo cedido a partir de uma parceria com a RHOPEN CONSULTORIA.