UseRH

março 8, 2023

Modelos de liderança: quais são e como usar cada um deles?

Ser líder envolve autoridade, influência, direcionamento, responsabilidade, inteligência emocional e várias outras competências e qualificações profissionais.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Ser líder envolve autoridade, influência, direcionamento, responsabilidade, inteligência emocional e várias outras competências e qualificações profissionais. Sendo assim, para se dar bem na função, é preciso buscar conhecimento e estratégias focadas em desenvolver tais aptidões. Além disso, vale se inteirar dos principais modelos de liderança para escolher aquele que mais contribua para a performance dos colaboradores e do negócio.

Portanto, continue a leitura e descubra quais são esses estilos, além de como colocar o ideal em prática para uma boa gestão produtiva e de pessoas.

O que são e para que servem os modelos de liderança?

Ter uma liderança ideal para o tipo de negócio que você administra é essencial para o sucesso da empresa. A partir disso, é possível traçar um planejamento estratégico para a equipe, tendo em vista a necessidade de o gestor influenciar, acompanhar e conduzir as ações.

Nesse contexto, é necessário fazer uma seleção adequada entre os diferentes modelos de liderança para implementar no negócio, de modo que funcione bem e facilite a conquista de resultados.

Quais os principais modelos de liderança?

A seguir, conheça as características dos modelos mais conhecidos de liderança nas empresas.

Liderança autocrática

A liderança autocrática é conhecida por ser um modelo mais conservador, voltada totalmente às decisões do gestor, o qual tem toda a autoridade dentro da empresa. Basicamente, é uma liderança centralizada, em que os colaboradores têm pouca autonomia para realizar intervenções.

Logo, por essa falta de participação ativa, alguns funcionários podem se mostrar descontentes, o que afeta diretamente seu desempenho nas atividades. Diante disso, ter o gestor no topo da hierarquia da empresa, sem espaço para a equipe, pode acarretar conflitos no ambiente de trabalho.

Entretanto, no quesito rendimento, trata-se de um modelo bastante benéfico, já que o gestor é encarregado de pressionar e cobrar um melhor desempenho dos colaboradores.

Liderança liberal

Diferentemente do modelo anterior, a liderança liberal promove uma grande liberdade à equipe dentro da empresa. Dessa forma, o gestor faz apenas pequenas intervenções, deixando os colaboradores responsáveis pela tomada de decisões e resolução de problemas.

Apesar de ser um modelo de liderança bastante popular devido à grande autonomia dos funcionários, é importante atentar para que essa ausência de comandos não gere a desorientação da equipe ou até mesmo algum tipo de conflito.

Liderança democrática

Esse tipo segue uma forma de liderança baseada na ideia e no desejo de todos da equipe. Ou seja, busca se orientar levando em consideração o que a maior parte dos integrantes pensam. Essa é uma boa maneira de conquistar a confiança dos liderados e de demonstrar a eles que a empresa os valoriza.

Liderança coaching

Na liderança coaching, além do progresso empresarial, é bastante priorizado o  desenvolvimento pessoal dos colaboradores. Diante disso, esse modelo tem o objetivo de garantir à equipe um maior aprendizado e a evolução de habilidades.

Assim, há um alinhamento do desenvolvimento dos funcionários com o crescimento da empresa, o que promove uma melhoria na performance, uma análise de pontos fortes e pontos fracos, entre outros ganhos.

Portanto, essas foram as principais informações sobre modelos de liderança que podem ser implementados em uma empresa. Por meio desses atributos, é possível obter vantagens como engajamento dos liderados, confiança da equipe e sucesso dos trabalhos realizados.

Gostou do artigo? Então  participe da nossa newsletter  e fique por dentro de todas as nossas atualizações!

Assine nossa Newsletter

Email:
Nome: