UseRH

5 metodologias de gestão inovadoras para o seu negócio

Metodologia de gestão: veja 5 metodologias e quais ferramentas utilizar para levar produtividade e eficácia para a sua equipe.
gestão_negócio_userh
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

As metodologias de gestão nada mais são do que softwares que tem como função administrar recursos, processos e pessoas em uma empresa.

Esses sistemas são projetados para melhorar o rendimento da organização, tornando-a mais eficaz e desenvolvida.

Sendo assim, as metodologias, como Six Sigma, Lean, e Agile, oferecem ferramentas e diretrizes específicas para otimizar operações, tomar decisões embasadas e promover a inovação.

Logo, tem como importância a capacidade de promover a organização, alinhar objetivos, reduzir custos, minimizar riscos e impulsionar a adaptabilidade em um ambiente de negócios dinâmico.

Tendo em vista a importância das metodologias de gestão na empresa, reunimos neste artigo 5 sugestões de ferramentas que o seu RH pode utilizar. Acompanhe a leitura!

Scrum

Altamente flexível, a metodologia Scrum é adaptável a diversos tipos de projetos.

Seu modelo é frequentemente utilizado na indústria de desenvolvimento de software, mostrando eficácia na melhoria da eficiência e produtividade da equipe.

Com papéis definidos, como Product Owner, Scrum Master e Time de Desenvolvimento, o Scrum possibilita entregas frequentes e bem desenvolvidas no final de cada Sprint.

Assim, garante uma visão tangível do progresso do projeto e permite ajustes quando necessário. Desse modo, as abordagem é ágil, centrada no cliente e adaptativa ao longo do ciclo de desenvolvimento do produto.

Lean

A metodologia Lean visa reduzir desperdícios e simplificar a estrutura do projeto, fazendo mais com menos recursos.

A ferramenta foca em eliminar práticas que não agregam valor, representadas pelos três Ms: Muda (desperdício), Mura (inconstância) e Muri (sobrecarga).

O gestor de projetos deve prevenir esses desperdícios para melhorar a execução e agilizar os processos.

Ao contrário da abordagem RUP, que reduz custos de desenvolvimento, o Lean concentra-se em práticas mais eficientes.

Indicado para equipes com desafios de eficiência, pode ser aplicado em organizações de qualquer tamanho.

Kanban

O Kanban se destaca por sua abordagem simples e eficaz para o gerenciamento de projetos, com foco na otimização dos fluxos de trabalho e no aumento da produtividade da equipe.

A metodologia utiliza quadros visuais para representar o fluxo de trabalho, com cartões movendo-se entre colunas.

A limitação do Trabalho em Progresso (WIP) garante uma abordagem equilibrada, evitando sobrecarga de trabalho e procrastinação.

Sua ênfase na melhoria contínua torna o Kanban uma escolha valiosa para equipes que buscam eficiência consistente.

Design thinking

O Design Thinking é uma abordagem centrada no usuário para solução de problemas.

Funciona em cinco etapas:

● empatia: entender profundamente as necessidades e perspectivas do usuário;
● definição: refinar o entendimento, identificando claramente o problema a ser resolvido;
● Ideação: gerar uma ampla variedade de ideias para solucionar o problema, encorajando a criatividade;
● prototipagem: criar protótipos simples das soluções mais promissoras;
● teste: colocar os protótipos em prática, coletar feedback e repetir conforme necessário.

Ao seguir as cinco etapas da metodologia Design Thinking é possível desenvolver soluções inovadoras, alinhadas às reais necessidades dos usuários.

Business process reengineering (BPR)

O Business Process Reengineering (BPR) é uma metodologia que visa transformar radicalmente os processos empresariais para melhorar eficiência e desempenho.

Funciona por meio de três etapas principais: reimaginar, redesenhar e reimplantar.

Sendo assim, reimaginar consiste em recriar os processos existentes, questionando e repensando cada aspecto.

Já a etapa de redesenhar tem como foco inovar os processos.

Por fim, os novos processos são reimplantados, implementando as mudanças de forma abrangente.

Dessa forma, o BPR busca alcançar melhorias significativas na eficiência operacional e na entrega de valor aos clientes.

Portanto, é preciso ressaltar que a escolha das metodologias de gestão devem ser guiada pelos desafios específicos e pelas necessidades da empresa.

Para determinar a hora certa de aplicar cada abordagem, você precisa considerar o contexto, os objetivos do projeto e a cultura organizacional.

Além disso, é necessário dispor da capacidade de interpretar os resultados e saber medir a eficiência dos processos e satisfação do cliente.

A flexibilidade para ajustar as metodologias conforme a evolução do negócio é crucial, permitindo uma gestão adaptativa e contínua para impulsionar o sucesso empresarial.

O que achou do tema apresentado neste artigo?

Compartilhe a sua opinião com a gente.

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Assine nossa Newsletter

Email:
Nome:

Quero treinar e desenvolver meus colaboradores com a plataforma da UseRH:










Cargo Atual:

Funcionários:
Eu concordo em receber comunicações: