Como desenvolver soft skills na equipe? Confira 3 dicas!

Por muito tempo as habilidades técnicas e experiências eram os únicos critérios que determinavam se um candidato seria contratado ou não. No entanto, ao longo dos anos, as empresas perceberam que havia outro aspecto muito importante a ser considerado: o comportamento. Por isso, é de suma importância saber como desenvolver soft skills na equipe.

Mas, o que exatamente são as soft skills? Por se tratar de um conceito relativamente recente, muita gente tem dúvidas na hora de colocá-lo em prática. Pensando nisso, listamos neste post algumas dicas essenciais para você ficar por dentro do assunto. Quer saber mais? Confira a seguir!

O que são soft skills?

As soft skills são as habilidades comportamentais ou sociais de um profissional. Por estarem relacionadas à personalidade do indivíduo, são muito mais difíceis de treinar que as competências técnicas (hard skills). Por exemplo: com estudo diário, qualquer pessoa pode aprender a falar um idioma ou operar um software. Já a desenvoltura na comunicação costuma ser uma habilidade inata, que leva muito mais tempo para ser desenvolvida.

As soft skills são muito importantes para o dia a dia do colaborador dentro da organização. Afinal, são elas que definem como a pessoa vai se relacionar com seus colegas e lidar com situações de pressão ou conflito. Entre as principais habilidades comportamentais exigidas pelo mundo corporativo podemos citar:

  • cooperação (trabalho em equipe);

  • comunicação;

  • gestão do tempo;

  • análise crítica;

  • resolução de problemas;

  • inteligência emocional.

Como desenvolver soft skills na equipe?

Por mais que as soft skills sejam mais difíceis de desenvolver que as hard skills, essa tarefa se torna possível se forem utilizadas as ferramentas certas. Veja a seguir as principais maneiras de direcionar o comportamento dos seus colaboradores.

1. Ofereça treinamentos e defina metas

Plataformas de e-learning e gamificação são ótimos recursos para desenvolver treinamentos de soft skills. Por utilizarem uma linguagem lúdica, as aulas se tornam mais interessantes para os alunos, o que ajuda a reforçar o aprendizado.

É importante que esses treinamentos tenham metas alinhadas a situações reais. Se o intuito é capacitar a equipe para lidar com pressão, a atividade deve ser elaborada de modo a simular esse tipo de situação.

Outro ponto de atenção é a avaliação dos resultados. Eles precisam ser convertidos em notas ou pontuações para que haja uma métrica consistente na análise comportamental de cada colaborador.

2. Trabalhe uma soft skill por vez

Tentar trabalhar todas as soft skills de uma só vez não é a melhor saída para desenvolver a equipe. Se isso acontecer, o volume de informação será grande demais, o que pode confundir os funcionários e fazer com que eles não aprendam nada.

Foco é a palavra-chave. Treinamentos de 5 a 10 minutos abordando uma única competência são muito mais efetivos que longos cursos com conteúdo vasto. Com aulas curtas, o aprendizado e a retenção de informações se tornam muito mais eficazes.

3. Dê autonomia aos colaboradores

Quando um funcionário começar a sugerir novas ideias e ser mais participativo nos projetos da equipe, estimule essa atitude. É isso que faz um profissional crescer e se tornar capaz de alçar voos maiores na carreira. Mostrar apoio nesses momentos cria uma relação de confiança entre líderes e colaboradores. Assim, eles se sentem motivados e melhoram suas soft skills de independência e liderança.

Essas foram as nossas dicas sobre como desenvolver soft skills na equipe! Agora que você já está por dentro do assunto, é hora de colocar o que aprendeu em prática. Planeje treinamentos e observe o comportamento de cada funcionário no dia a dia. Assim, será possível tomar as atitudes certas para montar um time mais capacitado.

Gostou deste artigo? Então não se esqueça de compartilhá-lo nas redes sociais. Assim, você ajudará mais pessoas a entender a importância das soft skills!

conteúdo cedido a partir de uma parceria com a RHOPEN CONSULTORIA.